Louvor a Deus - Reflexão 1#

Esses dias assisti uma pregação em que o pastor falava sobre a nossa relação com o sagrado. Ele fazia isso usando uma comparação entre como as demais religiões agem no relacionamento com o (para eles) divino e a relação que os cristãos tem com Deus. Segundo esse pregador, enquanto o relacionamento nas demais religiões são de troca em que o fiel, o praticante, o crente dá alguma coisa esperando receber da divindade outras coisas, fazem as oferendas esperando paz, prosperidade, saúde, amor, vingança, mal feitos, etc.,  os cristão tem uma relação de gratidão por terem consciência de que já tem essas coisas mesmo que ainda não tenha recebido efetivamente.

Quando Jesus afirma que Deus veste os lírios mais formosamente do que Salomão e os pássaros não precisam se preocupar em plantar ou ajuntar em celeiros por que Deus os concederá o alimento de que precisam e então nos questiona sobre quais benefícios nos seriam negados essa garantia ele esta nos dando (Mateus 6; 26 a 30). Como diz aquela musica, baseada nesse trecho da bíblia, "não devemos andar ansiosos sobre ter o que comer ou vestir, se o Senhor veste os lírios dos campos, o que não fará por mim?"

Mas o que entregar a Deus como forma de agradecer pelo sustento e pela manutenção de nossa passagem por aqui? Romanos 12; 1 diz "Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional." Sempre penso nesse versículo como uma oferta de gratidão a Deus e de fato o é se levado em consideração o trecho anterior em que Paulo exalta grandemente o Senhor.

Deixo aqui então meu louvor a esse Deus tão grande e tão tremendo que já no garantiu o sustento e a vestimenta, que não me pediu nada em troca, mas me entregou antes sabendo que por isso seria louvado. Amém.




Comentários