Promessas de Deus - Reflexão 2#



Guardo algumas coisas com muito carinho no coração para que elas me consolem em tempos de dificuldade. Promessas feitas por Deus através de seus profetas antigos e, em nossos  tempos, através do seu próprio Filho tem um lugar todo especial. E quando as notícias não são tão boas assim, quando o cenário que se descortina não é o mais agradável ou quando os tempos são desfavoráveis essas promessas consolam meu coração. Não solucionam o problema, nem adiam as escolhas, mas trazem consolo e esperança e em momentos de dificuldades, um refrigério como esse é a diferença entre caminhar e reverter a situação, mudar de vida.

Parto do princípio de que Deus não faz as coisas sem propósito e de que “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.” Eclesiastes 3;1. Então para tudo existe uma razão de existir e acontecer. Razões menores como nosso propósito e razões infinitamente maiores como o propósito de Deus.

Pensando assim mantenho a fé de que as angustias dos tempos presentes, as necessidades mais básicas que existem no para o ser humano, comida, bebida e vestuário, estão garantidas por Deus. O meu consolo vem principalmente do texto que segue:


"Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?
Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas?
E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura?
E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam;
E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles.
Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé?
Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?
Porque todas estas coisas os gentios procuram. Decerto vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas;
Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.
Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.”

Mateus 6:25-34


Esse texto traz paz para o meu coração por que temos nele garantias vindas do próprio senhor Jesus: a primeira se refere ao sustento e vestimenta, não é uma garantia de que seremos abastados e estaremos sempre com a dispensa cheia e o armário com roupas novas todo dia. Não é uma garantia de vida tranquila, repleta de plenitude material, mas uma garantia de que os proventos para as nossas necessidades mais imediatas são uma promessa de Cristo de que não vão faltar.

Comentários