Bio Chip e a Marca da Besta. Apocalipse 13:16-18




Hoje recebi pela enésima vez uma mensagem avisando sobre planos da Presidente Dilma de implantar um tecnologia de identificação pessoal através de um bio chip. Claro que não é de agora que sabemos sobre a existência dessa tecnologia. Há muito ela já é usada por multimilionários para se prevenir de sequestros, multinacionais para identificar funcionários e liberar acessos, convênios médicos para monitorar pacientes. A diferença é que esse bio chip passaria a exercer o papel de identificação completa do indivíduo que substituiria todos dos outros meios de identificação e pagamento que existem, sendo portanto de uso obrigatório já que não utilizá-lo ocasionaria a impossibilidade de comprar alimentos, identificar-se perante as autoridades, se deslocar entre países ou mesmo dentro do próprio país.
Em resumo seria o domínio completo sobre tudo o que o ser humano faz, desde sua localização, passando pelo seus hábitos pessoais e monitoramento da saúde, chegando a censura em caso de desacordo com as leis existentes nesta ou na época em que o tal chip vier a ser implantado. Sim, com esse chip seria possível saber tudo sobre um determinado indivíduo e essa informação poderia ser usada contra e a favor daqueles identificados através do bio chip. (para saber mais veja: http://veja.abril.com.br/noticia/vida-digital/biochip-voce-ainda-vai-usar-um/)


Nem dá para mensurar o pavor que os crentes tem desse bio chip. Isso claro devido a profecia apocalíptica em que se menciona a marca da besta que seria, segundo o apóstolo João, o número 666 e este seria marcado na mão direita ou na testa daqueles que concordassem em receber a marca (alias local que se acredita que ficariam implantados os bio chips). A referencia bíblia segue:

E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas,

Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome.

Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis.

Apocalipse 13:16-18

Problemas com a mensagem que está sendo repassada.


Tenho alguns problemas com a mensagem que recebi. O primeiro deles é sobre a origem: É MENTIRA!!! Dilma já fez muita besteira no Brasil, mas essa do chip não dá pra botar na conta dela. Digo sem a menor dificuldade que não existe nenhum projeto de identificação civil com uso de bio chips que seriam implantados no corpo humano. O que existe na verdade é um projeto desde 2010 para se criar um documento único que teria um chip como os de cartões de crédito, mas ainda está em estudo a viabilidade e sem previsão de implantação. Tem ainda o fato de que o próprio Pr. Malafaia desmentiu esse boato. (veja http://cartagospel.com/2015/05/27/silas-malafaia-comenta-sobre-o-chip-que-dilma-pretende-implantar/94)

O segundo é mais sobre interpretação do texto bíblico são os evento que tem que antevir à obrigatoriedade da marca da besta. E pode acreditar, é muita coisa mesmo.

Não vou me atrever a interpretar o que está escrito na bíblia propriamente, até por que conheço minhas limitações em compreender o que está no Livro do Apocalipse. Mas acredito que seria necessário pensar que tipo de modificações sociais são necessárias para que se cumpra essa profecia.

O que é profecia.


Antes de mais nada é preciso definir o que é uma profecia. Como cremos naquilo que a bíblia ensina, uma profecia escrita nela é algum ou alguns fatos que acontecerão inevitavelmente. E essa inevitabilidade é tão real que mesmo que tomemos medidas para evitar que a profecia se cumpra essas medidas influenciarão na causa daquilo que foi profetizado (explico mais ou menos isso aqui). Em suma, uma profecia é inevitável.

E quero dizer com isso que não importa o caráter da profecia (se agradável ou angustiante), todas as profecias reais são inevitáveis. Tanto boas quanto más. O que nos dá a impressão de que o futuro é um só, sendo impossível ser mudado por que não foi planejado por nós.

Que mundo é necessário para que o implante do chipe seja obrigatório?


Primeiro é necessário alguém com poder suficiente para dominar toda humanidade, o que não existe nos nossos dias. Fico pensando que tipo de calamidade levariam os seres humanos da Terra a conceder domínio global a um único ser humano ou instituição. O que mais se procura nos nosso dias é a conquista do poder. Seja político, seja financeiro, o que os seres humanos ambicionam é poder. Então em que situação a humanidade se encontraria para conceder tanto poder para alguém?

Segundo precisamos de um mundo em que seja necessário monitorar a vida de todo mundo. Saber pra onde vai, com quem vai, quanto tempo fica, saber o que compra quanto compra e com que frequência compra. Essa última parte seria bastante interessante pra mim como economista já que poderia-se prever e elaborar planos econômicos mais eficazes. Mas é socialmente inviável no mundo atual.

E o que levaria as pessoas a permitir que esse tipo de política tão invasiva seja adotado? Nada é mais eficiente em matéria de dominação social do que o medo. Acredito que somente em um cenário de pavor e insegurança coletivos seria possível convencer ou obrigar as pessoas a utilizar o tal chip.

Outra coisa que é necessária é o fim ou redução dramática do cristianismo como religião. Isso devido a profecia que já citamos e pela repercussão que implantar compulsoriamente esse chip causaria. Nenhum cristão verdadeiro por mais liberal que fosse permitiria o implante do bio chip por acreditar que este é de fato a marca da besta.

O que nos leva a uma pergunta. Essa profecia ainda está por se cumprir ou já se cumpriu? O Apocalipse ou livro da revelação é tão alegórico, mas tão alegórico que não consigo vislumbrar resposta a essa pergunta. Muita coisa que está ali é de uma linguagem tão figurada e tem tanto simbolismo que somente o fato de ter sido produzido em sonho por João Batista a justifica. Quero com isso dizer o seguinte: Não tem como saber se o que está dito ali já foi ou ainda será cumprido. Mesmo muita gente já tendo tentado o máximo que se conseguiu foi apontar personagens isolados que o livro faz menção, mas construir o plano futuro a partir do que diz o livro é muito difícil, pra não chamar de impossível.

Fico pensando mais uma vez na marca da besta como sendo o tal chip. Um aparelho sem o qual é impossível comprar ou vender algo, que saberia quem somos, o que somos e onde estamos. Se fosse criado um aplicativo para celular seria a marca seria melhor aceita?

Seja como for não se sabe o que será a tal marca, mas acho bem pouco provável que seja alguma coisa tão explicita ou tão inteligível, e segundo o Apóstolo João seria tudo depois de que "fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta." Apocalipse 13:15

Comentários