Sinal de Jonas - #Reflexão 7



E, ajuntando-se a multidão, começou a dizer: Maligna é esta geração; ela pede um sinal; e não lhe será dado outro sinal, senão o sinal do profeta Jonas;
Porquanto, assim como Jonas foi sinal para os ninivitas, assim o Filho do homem o será também para esta geração. Lucas 11:29,30


Sou um fã do profeta Jonas. E como não haveria de ser? Primeiro pela coragem. É um homem que desafia a autoridade de Deus pra fazer aquilo que ele quer. Se você só se lembra dele pelo episódio do peixe, para um pouquinho o que está fazendo e leia o livro. É uma história e tanto! O admiro em segundo lugar pelo relacionamento que ele tem com Deus.

Jonas é aquela pessoa que, a principio chegamos a conclusão de que é um mal exemplo. Mas se olhamos com calma dá pra perceber o relacionamento próximo dele com Deus. Inúmeras vezes são travados diálogos que parecem ser de dois amigos, principalmente no capitulo 4, inclusive Deus o salva do afogamento (punição justa pela desobediência, de acordo com meu limitado senso de justiça) e fez nascer uma planta só pra que Jonas não sofresse com o sol (de um senso de humor incrível, já que Jonas constrói uma moradia pra ver qual vai ser o desfecho de Nínive. é quase como se Deus dissesse ao profeta pra esperar sentado pela destruição da cidade). O profeta é tão relevante que Jesus usa a figura dele pra explicar sua missão na Terra e usa a sua história pra rebater a provocação dos fariseus.

Mas qual foi o sinal de Jonas?


Como sabemos, esse profeta foi aquele mandado pra uma cidade afim de pregar o arrependimento, mas por não querer que Deus atingisse naquelas pessoas por razões que o texto não diz, mas acredita-se que seja por inimizade (ou ódio mortal) resolve ir pra outra direção. Acontece uma tempestade, descobre-se que essa tempestade é fruto da desobediência do profeta que dormia profundamente no portão do navio (familiar isso) e lançam ele no mar. Um peixe enorme o engole, ele se arrepende e resolver fazer aquilo que Deus mandou e é vomitado na praia.

Chegamos aonde queríamos!!


O livro diz que a cidade era tão grande que se demorava três dias pra cruzá-la, mas nosso profeta faz isso em um único dia! Quero dizer, uma pessoa caminhando normalmente cruzaria a cidade em três dias, Jonas faz isso em um terço do tempo! E sua mensagem se resume à: "Daqui a quarenta dias Nínive será destruída" - Jonas 3;4.

É uma cidade enorme com milhares de pessoas, que recebeu uma mensagem dada com muito má vontade e as pressas! Quase imagino Jonas correndo pela avenida central de Nínive gritando a plenos pulmões que a cidade seria destruída. Esse é o sinal de Jonas! O sinal não se resume só ao que é dito. É também como é dito, por quem é dito e em que circunstâncias.

Jesus diz a mesma coisa sobre o que aquela geração receberia: Vocês querem um sinal? O máximo que vocês vão ter é o sinal de Jonas. O máximo que vocês vão receber é um frase minha, dada às pressas. Mas os ninivitas ouviram esse sinal e vocês não o ouvirão inclusive os próprios ninivitas se levantarão no último dia e os condenarão.

E por fim...


Há uma absurda responsabilidade jogada sobre os ombros daqueles que são incumbidos de pregar a palavra de Deus, ler um texto e explicar o significado daquele que aquele texto assumiu em seu coração. Digo que na parábola do semeador o pregador sai pelo caminho jogando as semente e quando essa acha a boa terra ela germina.

Mais importante do que o modo como é feita pregação bíblica é sermos boa terra. Como os ninivitas que se arrependeram de seus pecados pela pregação de Jonas e a semente que germinou em boa terra, assim tem que ser o coração daqueles que ouvem.

"Os homens de Nínive se levantarão no juízo com esta geração, e a condenarão; pois se converteram com a pregação de Jonas; e eis aqui está quem é maior do que Jonas."
Lucas 11:32

Comentários