Caminhos

Posted by

 

Esses dias assisti um filme em que os personagens eram impedidos, por uma espécie de agência secreta do divino, de viver um romance. De um modo geral o filme é bem bacana, mas o que me chamou a atenção de verdade não eram o que ele tiveram que fazer pra burlar esse sistema, mas os motivos do “Cabeça” (como agentes nomeavam quem comandava a agência) de impedir que os protagonistas ficassem juntos. A ausência da moça na vida do rapaz despertava sentimentos e gerava impulsos e motivações que, se ela fizesse parte da vida dele, ela suprimiria. Nas palavras de um dos agente “ela bastaria pra que ele se sentisse completo”.

Logo de cara lembrei de um versículo no capítulo 55 de Isaías.Isaías 55:8. “Pois os meus pensamentos não são os pensamentos de vocês, nem os seus caminhos são os meus caminhos”, declara o Senhor.

O filme é todo enredado dentro da ideia de que existe um plano superior sofrendo o tempo todo interferências pra que se cumpra.

Mas fiquei pensando no versiculo durante muito tempo. Tem algumas coisas que eu queria muito ter na vida e sem as quais eu me sinto bastante incompleto, porque os equivalentes que tenho na vida não me suprem em sua inteireza. Mas até que pontos receber tais coisas na sua inteireza seria benéfico pra minha vida? E quais outros impulsos deixariam de existir se eu tivesse todas essas vontades satisfeitas? Ao mesmo tempo esse tipo de pensamento me faz me questionar se não é uma desculpa pra não procurar o que de verdade me faça feliz e completo. Ou o que me impediria de fazê-lo.

A verdade é que hoje tenho muitas dúvidas e bem poucas respostas. Mas os meus pensamentos não são os pensamentos Dele.

Lamento tantas dúvidas, prometo trazer mais repostas da próxima vez.

P.s.: o nome do filme é “Agentes do Destino” em português.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *