“…e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus.” Efésios 6:17

Posted by
Uma coisa de que gosto muito na figura da armadura de Deus é o encadeamento que ela sugere. Primeiro conhecer a verdade e se recobrir dela, logo depois vestir-se de justiça, ter os pés bem calçados num estado de preparação, embraçando o escudo da fé para apagar toda dúvida que possa ser lançada sobre nós, mantendo a lembrança de que nosso prêmio é a salvação e sabendo manejar bem a espada do Espírito que é a
palavra de Deus.

A espada do legionário

A espada do legionário romano se chamava gládio (adendo: daí a palavra gladiador que era aquele que lutava com gládios), era uma espada curta, de dois gumes, usada muito mais para perfurar do que para cortar. Dizem que era capaz de perfurar a maior parte das armaduras. Uma esfera na ponta do cabo a tornava a única espada arremessável de que se tem notícia.

Imagino que o treinamento para empunhar essa espada não fosse fácil. Manejar bem uma arma, independente de qual seja, demanda tempo para conhecermos a capacidade que ela tem e em quais circunstâncias quais movimentos são os mais adequados. Pode-se lutar uma vida toda com essa espada e ainda assim viver descobrindo e ampliando sua gama de movimentos e a capacidade que ela tem. Uma espada talvez seja um das armas mais completas que existe, sendo adequada em qualquer batalha corpo a corpo. Ainda hoje lâminas são usadas por soldados sejam como facas ou baionetas, funcionam tão bem molhadas quanto secas, cobertas de lama depois de uma grande jornada sob chuva ou reluzindo à luz do sol. Independente do terreno a espada bem manejada é a arma perfeita.

A espada do Espírito

Mesmo que não haja qualquer passagem na bíblia em que apareçam nossos inimigos juntos, mas sabemos que o crente possui três: o diabo, o mundo e a carne. O diabo e seus anjos são aqueles que se rebelaram contra Deus no Principio, o mundo são as forças de influência material contra as quais lutamos para nos mantermos no caminho, que quer que sejamos como ele. A carne é nossa natureza caída que não aceita nossa nova existência militando o tempo todo para cairmos em pecado e satisfazermos suas vontades. A Espada do Espírito é arma contra os três inimigos.

Quanto Cristo se retirou ao deserto para ser tentado e o diabo assim o fez, a cada investida do inimigo Cristo usava uma passagem bíblica para retrucar. Tentado a matar a sua fome recita Deuteronômio 8:3 “E te humilhou, e te deixou ter fome, e te sustentou com o maná, que tu não conheceste, nem teus pais o conheceram; para te dar a entender que o homem não viverá só de pão, mas de tudo o que sai da boca do Senhor viverá o homem.” Quando tentado a lançar-se do pináculo do templo e dar ordens de que os anjos o salvasse, novamente a Espada do Espírito é usada “Não ponham à prova [não tentarás] o Senhor, o seu Deus, como fizeram em Massá.” Deuteronômio 6:16. Quando tentado a adorar Satanás em troca dos reinos da terra a resposta foi “Temam o Senhor, o seu Deus, e só a ele prestem culto, e jurem somente pelo seu nome.” Deuteronômio 6:13. Cristo nos prova a eficácia e a eficiência que o bom uso da Espada do Espírito proporciona, de modo quem nem Satanás pôde resistir.

Apesar da popularidade, o termo “Espada do Espírito” aparece uma única vez em toda bíblia e é em Efésios 6. Mas aludir a Palavra de Deus à espada tem algumas passagens, entre elas uma das mais completas e impactantes está em Hebreus 4:12 “Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.” Então tanto quanto a destruição dos inimigos a Palavra de Deus é “apta para discernir os pensamentos e intenções do coração” daquele que a empunha.

A Palavra de Deus nos habilita a conhecer sobre nossos inimigos e também sobre nós mesmos, dando ao crente a capacidade de lutar e vencer o diabo, a carne e o mundo. 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *